top of page

Sunrise Festival Aracaju 2023: Conversamos com Derik Wdson, dj aracajuano que compõe a line-up


O Sunrise Festival Aracaju é um dos eventos mais esperados do ano para os amantes da música eletrônica independente e criativa. O festival, que acontece nessa Sexta-feira dia 24 de novembro, na praia de Aracaju.



O Sunrise Festival Aracaju é uma iniciativa da Sunrise, uma marca que realiza eventos de música eletrônica em diversas cidades do Brasil. O line up do festival conta com dois nomes de peso da cena nacional e 3 nomes da cena local: Illusionize, Reezer, Derik Wdson, Gui2in e Gessana Shakti.



Illusionize é um dos maiores expoentes do low bpm no Brasil, com hits como “Take”, “Down” e “Here We Go”. Reezer é um produtor carioca que mistura house, deep house e progressive house, com faixas como “Shining Soul”, “Lose Control” e “With You”.


Derik Wdson é um artista local que vem se destacando com seu projeto de low bpm, tendo sido residente do icônico Talhado Club e fazendo parte do crew da P4.





Para saber mais sobre o Sunrise Festival Aracaju e sobre a carreira de Derik Wdson, nós conversamos com o próprio DJ, que nos contou sobre o evento, sua trajetória, sua relação com a P4, com a cena local e com Aracaju. Confira a entrevista a seguir:




P4: Olá, Derik. Obrigado por nos conceder essa entrevista. Como você está se sentindo para tocar pela segunda vez no Sunrise Festival Aracaju?


Derik Wdson: Olá, eu que agradeço o convite. Eu estou muito feliz e ansioso para tocar na Sunrise. É um evento que eu sempre adoro participar, da últimas vez foi incrivel e quero entregar ainda mais. Além disso, eu vou dividir o palco com artistas que eu admiro muito, não tem coisa melhor


P4: Conte-nos um pouco sobre a sua trajetória como DJ. Como foi o seu início na música eletrônica?


Derik Wdson: Eu comecei a me interessar pela música eletrônica em 2011, quando fui em uma festa de psytrance. Eu fiquei encantado com aquela atmosfera e com o som. Depois disso, eu comecei a frequentar mais festas e a conhecer mais estilos. Em 2013, eu tive a oportunidade de fazer parte do casting do Manipura Festival, um dos maiores eventos de psytrance do Nordeste, onde eu aprendi e mixar. Em 2018, eu lancei o meu projeto de progressive trance, chamado Deck, e toquei em eventos como Vooar, Universo Paralello Aracaju, Bassland e outros.


P4: E como foi a sua transição para o low bpm? O que te motivou a criar o seu novo projeto, Derik Wdson?


Derik Wdson: Em 2020, com a pandemia, eu senti a necessidade de buscar um novo sentido musical, de explorar outras sonoridades e expressões. Foi aí que eu me apaixonei pelo low bpm, que é um estilo que tem muita personalidade, groove e energia. Eu criei o meu novo projeto, Derik Wdson, para mostrar o meu lado mais house, mais deep, mais tech. Eu queria trazer algo diferente para a cena local, algo que fosse mais a minha cara.


P4: Como foi a sua recepção pelo público e pela cena local com o seu novo projeto?


Derik Wdson: Foi muito positiva. Eu fiquei surpreso com o feedback que eu recebi, tanto do público quanto dos produtores e DJs. Eu acho que o meu estilo de som está crescendo muito no Brasil e no mundo. Eu fico muito feliz de ver que as pessoas estão curtindo, e se identificando com a minha proposta.


P4: Você faz parte do crew da P4. Como é a sua relação com a label e como você vê o papel dela na cena local?


Derik Wdson: A minha relação com a P4 é de muito respeito, admiração e gratidão. A P4 é uma produtora que eu sempre acompanhei e que eu sempre quis fazer parte. Eu acho que a P4 tem um papel fundamental na cena local, pois ela traz uma visão mais artística, mais cultural e mais social para os eventos. Ela também aposta em novos talentos, em novas tendências e em novas experiências. A P4 é uma produtora que faz a diferença, que faz história.


P4: Você é DJ residente da Fabric Club, além de ter feito parte de line ups de eventos expressivos como Crabs, La Pineal, Sunrise e Progressive Generation. Como você avalia a sua carreira até o momento e quais são os seus planos para o futuro?


Derik Wdson: É uma jornada de muito aprendizado, evolução e realização. Eu sou muito grato por todas as oportunidades que eu tive, por todas as pessoas que eu conheci, por todos os lugares que eu toquei. Eu acho que eu ainda tenho muito a crescer, a melhorar, a conquistar. Os meus planos para o futuro são de continuar me dedicando, me aperfeiçoando, me atualizando. Eu quero produzir, lançar músicas, tocar em mais eventos, alcançar mais pessoas. Eu quero fazer o que eu amo, que é a música eletrônica.





P4: Por fim? O que Aracaju representa para você?


Derik Wdson: A minha relação com Aracaju é de muito amor, carinho e orgulho. Aracaju é a cidade que eu escolhi para viver, que me acolheu e que me deu muitas oportunidades. Aracaju é a cidade que tem uma cena eletrônica forte, diversa e unida. Aracaju é a cidade que tem uma beleza natural incrível, uma cultura rica e uma gente hospitaleira. Aracaju representa a minha casa, a minha inspiração, a minha paixão.


Se você quiser saber mais sobre o Sunrise Festival Aracaju, acesse esse link. Se você quiser conhecer mais sobre o trabalho do Derik Wdson, siga-o no instagram @derikwdsondj. E se você quiser ver mais conteúdos criativos e informativos como esse, continue acompanhando o blog da P4. Até a próxima! 😊

留言


bottom of page