top of page

D-Edge: 24 Anos de Inovação e Celebração na Vida Noturna Brasileira




São Paulo, 19 de abril de 2024 – O D-Edge, um dos clubs mais renomados do Brasil e do mundo, celebra seu 24º aniversário com uma história de sucesso e uma programação especial que promete agitar a cena noturna. Fundado por Renato Ratier, o D-Edge começou sua trajetória em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, e hoje é um ícone em São Paulo e Rio de Janeiro.


Conhecido por sua inovação e design vanguardista, o D-Edge foi pioneiro no uso de LEDs, tuboled e linhas de luz, criando uma atmosfera única que o diferencia de qualquer outro espaço. A visão de Ratier, aliada ao talento do designer Muti Randolph, transformou o club em um marco da vida noturna, atraindo artistas internacionais e uma legião de fãs.





Histórias e Conquistas


Ao longo de seus 24 anos, o D-Edge se consolidou como um palco para mais de 30 mil artistas, tornando-se um ponto de encontro para amantes da música e da dança. Yaya Pagh, uma das artistas que marcaram a história do club, destaca o compromisso do D-Edge com a qualidade sonora e a curadoria de eventos, elementos que contribuem para sua longevidade e sucesso.



Desafios e Oportunidades


Apesar do cenário desafiador para clubs, com a ascensão dos festivais e a diminuição do número de baladas, Ratier vê na experiência musical íntima e na proximidade com os artistas a chave para manter a relevância do D-Edge. Ele acredita que a conexão genuína com a música e o ambiente acolhedor do club são insubstituíveis, mesmo em uma era dominada por grandes eventos.


Olhando para o Futuro


Com o 25º aniversário se aproximando, Ratier já planeja uma celebração grandiosa, incluindo a produção de um documentário e um livro sobre o D-Edge. Além disso, há planos para renovar o terraço da unidade de São Paulo e organizar uma festa memorável fora do club, detalhes que serão revelados em breve.


O D-Edge continua a ser um símbolo de inovação e paixão pela música, provando que a verdadeira essência da vida noturna reside na experiência compartilhada e na celebração da arte.

Hozzászólások


bottom of page