top of page

Clubes brasileiros se destacam novamente no Top 100 Clubs DJ Mag


Follow @p4producoes

Matéria: Guilherme Fonseca // @listengibby

Foto: Green Valley por Diego Luis Jarschel


Os últimos 17 meses foram desafiadores para os clubes ao redor do mundo que tiveram que se manter de portas fechadas devido a pandemia de Covid-19. Com o avanço na vacinação podemos ver eventos-testes sendo realizados em alguns países e tendo resultados animadores, isso nos dá a esperança de que estamos mais perto do retorno dos eventos e consequentemente a reabertura gradativa dos clubes, que inclusive já têm algumas datas marcadas.


Apesar desse momento difícil que o setor de eventos vem enfrentando, a votação do Top 100 Clubs DJ Mag foi realizada novamente esse ano, e o resultado saiu na última terça-feira (24/08), trazendo à tona novamente os clubes que ficaram na escuridão durante muitos meses.


A primeira posição do Top 100 Clubs DJ Mag ficou com o Echostage, clube com quase 10 anos de história, localizado em Washington, DC, garantindo o título de melhor clube do mundo neste ano. O Clube recebeu recentemente após sua reabertura os DJs e produtores brasileiros Cat Dealers e Vintage Culture.


Após ser atingida e ter toda sua estrutura principal destruída pelo ciclone bomba, que provocou fortes tempestades e rajadas de vento no sul do Brasil em junho de 2020, a Green Valley se reergueu com ajuda de diversos artistas, parceiros e fãs da música eletrônica, e pelo décimo ano consecutivo se manteve no pódio dos melhores clubes do mundo, dessa vez, em segundo lugar.


Para fechar o pódio, Hï Ibiza levou a terceira colocação. Até o momento, o clube ainda não divulgou uma data de reabertura, mas algumas ações vêm sendo realizadas, como uma transmissão ao vivo colaborativa com a Defected Records com apresentação do DJ Melon Bomb, arrecadando dinheiro para o Ibiza Food Bank. Mesmo sem festas, a posição da Hï Ibiza na votação DJ Mag Top 100 Clubs de 2021 é compreensível, considerando as memórias mais recentes desse clube espetacular.


Dando sequência aos clubes brasileiros na lista divulgada pela DJ Mag temos o Laroc Club, inaugurado em 2015 no município de Valinhos, SP, que em apenas 6 anos já conseguiu conquistar imenso carinho dos fãs da música eletrônica e garantiu a 12ª colocação, subindo 6 posições em relação à lista de 2020.


Ainda entre os 20 primeiros colocados, o “templo da música eletrônica”, Warung Beach Club fica na 19ª colocação, com 19 anos de existência o clube coleciona eventos memoráveis realizados com grandes nomes da cena eletrônica nacional e internacional. O Warung está localizado em Itajaí, Santa Catarina, e ainda está fechado no momento devido à pandemia, mas já divulgaram data de reabertura para eventos no verão, ainda em 2021, e a primeira festa já conta com o duo Adriatique como atração principal.


Em 46º lugar e com participação no ranking de melhores clubes do mundo desde 2015, o El Fortin, localizado em Porto Belo, Santa Catarina. O clube conta com o diferencial de ter três palcos com apresentações simultâneas e com propostas distintas em seus eventos. Trazendo desde o low bpm até o high bpm, com artistas já consagrados e apostando em novos talentos, o El Fortin tem como lema “Sem rótulos, sem preconceitos, apenas amor à boa música”.


Na 76ª posição, o tradicional D-Edge, conhecido por ser referência na cena underground com foco no techno e pela sua estética com iluminação de led nas paredes o que dá um aspecto futurístico para a boate, conta com duas décadas de história e inúmeros eventos realizados com diversos artistas nacionais e internacionais.



Comments


bottom of page